A política de desenvolvimento de Fazenda Rio Grande tem atraído dezenas de empresas e na sexta-feira (6), a Trieng, ligada ao setor metalúrgico, assinou com a Prefeitura o protocolo de intenções para sua instalação no município em no máximo 12 meses. A empresa investirá R$ 6 milhões para a nova unidade e deve gerar cerca de 100 empregos diretos.

O prefeito Marcio Wozniack assinou o documento juntamente com os diretores da empresa Thiago e Benjamin Gonsalves, além do secretário de Desenvolvimento Econômico Cesar Brunetto, o procurador João Paulo e o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Fazenda Rio Grande (Codef), Eloi Kuhn.

O diretor-presidente Benjamin Gonsalves ressaltou que vários motivos atraíram a empresa para Fazenda Rio Grande e destacou a política como vem sendo aplicada. “Houve uma agilidade muito grande, sem entraves, há também uma facilidade logística por causa de sua localização estratégica, além de mão de obra que vem se qualificando cada vez mais, temos tudo para fazer uma boa parceria”, analisou.

A empresa se instalará no Paraná Park em uma área de 14 mil metros quadrados.

Segundo Thiago, um dos motivos para a instalação da empresa é a política industrial adotada pelo município. “Estamos satisfeitos pelo atendimento que tivemos, as negociações e uma política muito clara de atração industrial”, comentou.

O prefeito Marcio Wozniack disse que a Trieng, assim como outras empresas, também acredita no município. “Temos uma gestão responsável e que atrai as empresas, nossa política industrial tem nos tornado uma referência e temos pensado de forma planejada esse desenvolvimento”, avaliou.

Para Eloi Kuhn, a segurança nos condomínios industriais também tem sido um atrativo. “Temos uma conexão direta com as indústrias e a área de segurança e isso leva o industrial a ficar mais confiante, além das condições de investimento garantimos isso para as empresas”, afirmou.

“Queremos manter essa boa relação com o setor industrial, com medidas de infraestrutura, capacitação e boas condições para recebermos cada vez mais investimentos”, concluiu Brunetto.